Início DESTAQUES Empresários suspeitos de vender ‘chumbinho’ são presos em Curitiba

Empresários suspeitos de vender ‘chumbinho’ são presos em Curitiba

291
0

Clicar sobre a imagem para editar ou atualizar.

Remover imagem destacada

As prisões aconteceram na última quinta-feira (25), no bairro Tatuquara, em Curitiba, e em Colombo, Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Segundo o delegado Matheus Layola, da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA), a investigação eram para descobrir tanto quem teria envenenado esses animais, quanto quem teria vendido esse produtos.

“Começamos a investigar para descobrir quem envenenou os cães e quem estaria vendendo esses produtos tóxicos. Em um dos estabelecimentos tinha o chumbinho. Nos outros, tinham substâncias tóxicas sem a obrigatoriedade no rótulo”, explicou o delegado à Banda B.

Os dois homens, de 48 e 52 anos, foram encaminhados até a delegacia, onde prestaram depoimentos e continuam presos.

Chumbinho

Ainda de acordo com o delegado, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), proibiu a venda do chumbinho em 2012. Os outros produtos são permitidos, desde que tenham as informações necessárias nos rótulos.

“Nesse caso, não haviam informações. Provavelmente foram vendidos por algum distribuidor, sem qualquer autorização da Anvisa. O comerciante recebe esses produtos de maneira ilegal, sem as autorizações ambientais. Pedimos aos comerciantes para que sejam responsáveis e não vendam esse tipo de mercadoria”, esclareceu.

Crime

Além da ilegalidade da venda, quem compra também está cometendo um crime. “Quem comprar será conduzido para a delegacia e autuado em flagrante, pois, além de adquirir um produto ilegal, também pratica outro crime se o produto for usado para um propósito específico, como exemplo, matar um animal ou um ser humano”, disse Layola.

Os comerciantes presos vão responder pelo crime previsto no artigo 278 do Código Penal, podendo pegar até três anos de prisão, além de multa arbitrada pelo Poder Judiciário.

A PCPR vistoriou cerca de 15 aviários. Os municípios de Curitiba e de Colombo foram cientificados da ação para conhecimento e aplicação da multa administrativa.

Fonte: Banda B via Correio dos Lagos

Nota do Olhar Animal: Ir atrás de quem vende é o melhor caminho para diminuir ou até extinguir o envenenamento de animais. A comercialização do ‘chumbinho’ ocorre comumente em casas agropecuárias e sua venda, assim como a de qualquer substância ilegal usada para envenenamento de animais, deveria resultar não só na prisão do comerciante criminoso, mas também na suspensão sumária do alvará de funcionamento do estabelecimento comercial, além da posterior cassação definitiva da permissão de funcionamento após o devido processo. Por fim, o empresário deveria ser proibido de atuar no comércio por muitos anos. Lamentavelmente, a legislação que existe não é aplicada ou até mesmo inexiste punição mais rigorosa. A matança de animais obviamente já justificaria tais medidas, mas é bom lembrar que o ‘chumbinho’ é o veneno mais usado em suicídios e homicídios devido à sua letalidade e à facilidade de acesso ao produto.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui