Início NOTÍCIAS Cão policial que morreu em veículo é mais um entre vários casos...

Cão policial que morreu em veículo é mais um entre vários casos de morte de K-9s devido ao calor nos EUA

284
0

Clicar sobre a imagem para editar ou atualizar.

Remover imagem destacada

Um cão policial morreu este mês depois de ser deixado dentro de um veículo quente por seu adestrador, no que aparenta ser o primeiro caso relatado de morte de um cão policial por calor na Califórnia desde 2015.

O Departamento de Polícia de Long Beach anunciou no último dia 23 que o cachorro e seu adestrador estavam de folga quando o cachorro morreu. O cachorro chamado Ozzy morreu depois de ser deixado no veículo do departamento quando ocorreu um mal funcionamento no sistema de controle de falhas do carro, do mesmo modo que ocorreu com outras mortes de K-9s relatadas em todo país.

“Nós não defendemos o uso destes sistemas porque eles são falíveis. Esta não é a primeira vez que ouvimos um relato de falha de um destes sistemas”, disse Kathleen Wood, advogada do programa Um cão policial morreu este mês depois de ser deixado dentro de um veículo quente por seu adestrador da justiça criminal ANIMAL LEGAL DEFENSE FUND’s. “Nós tentamos falar para as pessoas que elas nunca deveriam deixar um animal em um veículo, mesmo que por uns poucos minutos”.

De acordo com a Polícia de Long Beach, o sistema usa um aplicativo que envia um sinal para o celular quando o veículo está ficando muito quente.

“Neste momento, acreditamos que o alerta pode não ter funcionado”, disse, em um pronunciamento, Arantxa Chavarria, assessora de comunicação da Polícia de Long Beach.

Em 2015, o jornal Green Bay Press Gazette descobriu que ao menos 46 cães policiais em todos os Estados Unidos morreram devido ao calor quando deixados dentro dos veículos de seus adestradores de 2011 até 2015. Desde então, mortes de K-9s relacionadas ao calor, incluindo exaustão por calor por serem deixados dentro de um veículo, têm continuado.

Defensores dos direitos dos animais há muito tempo lembram as pessoas que não demora muito para que um animal sofra de calor. Oficiais da polícia de Long Beach não disseram quanto tempo Ozzy foi deixado no veículo.

“As temperaturas dentro de carros podem alcançar níveis fatais em poucos minutos”, disse Wood. “Não hesite em chamar a polícia se você vir qualquer animal dentro de algum veículo”.

Na Califórnia, é ilegal deixar um animal desacompanhado em um veículo quando as condições podem se tornar um risco para a sua saúde e bem-estar. As circunstâncias incluem calor e frio, como também a falta de uma ventilação adequada, comida ou água.

A Polícia de Long Beach descreveu a morte como acidental. Wood disse que estes casos são tipicamente resolvidos dentro do departamento.

De acordo com uma matéria do jornal Signal Tribune sobre Ozzy, de outubro de 2018, o cachorro era mestiço de Pastor-Belga Malinois com Pastor Alemão. Ele trabalhou como K-9 por mais de cinco anos.

Por Colleen Shalby / Tradução de Fátima C G Maciel

Fonte e foto: Los Angeles Times

Nota do Olhar Animal: Os casos de morte de cães usados por forças de segurança por negligência de policiais é apenas um dos problemas gerados por este tipo de exploração dos animais. O próprio uso dos animais, submetendo-os a grandes riscos, inclusive o de morte, é bastante questionável, mas pouco debatido.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui