Início NOTÍCIAS Governo e grupos de direitos dos animais oferecem recompensa para encontrar assassinos...

Governo e grupos de direitos dos animais oferecem recompensa para encontrar assassinos de manada de burros selvagens

328
0

Clicar sobre a imagem para editar ou atualizar.

Remover imagem destacada

O Escritório de Gestão de Terras (BLM – Bureau of Land Management) afirmou estar oferecendo uma recompensa que poderia levar à prisão e condenação do responsável por matar burros selvagens na fronteira da Califórnia com Nevada, nos EUA.

De maio até agora, agentes do BLM já encontraram 42 carcaças de burros selvagens da área de Clark Mountain Herd, na Interestadual-15, entre Halloran Springs, na Califórnia, e Primm, em Nevada.

A manada tem uma população de cerca de 120 burros no condado de San Bernardino. O BLM disse que Clark Mountain Herd é gerenciada por seu escritório em Needles.

Segundo Sarah Webster, especialista em assuntos públicos do escritório do BLM no estado da California, os corpos dos burros foram encontrados em diferentes estados de decomposição.

Ela disse que os animais foram encontrados com ferimentos à bala e que o responsável ou responsáveis ​​pareciam ter atirado nos burros selvagens à distância.

“A pessoa, ou pessoas, sempre atira no pescoço”, acrescentou Webster. Funcionários do BLM acreditam que a arma usada para matar os animais tenha sido um rifle.

Os burros selvagens da área de Halloran Springs foram mortos perto de poços onde bebiam água. De acordo com Webster, os animais são saudáveis ​​e protegidos federalmente pelo Ato de Cavalos e Burros Selvagens e Livres de 1971.

De acordo com a lei, cavalos e burros selvagens livres e itinerantes são protegidos contra captura, marcação, assédio ou morte, e considerados parte integrante do sistema natural de terras públicas administradas pelo BLM.

“Burros são geralmente muito dóceis e acessíveis”, disse Webster. “Eles não têm medo de interagir. Então pode-se dizer que são alvos fáceis”.

A investigação sobre o assassinato de burros selvagens tem sido liderada pelo BLM, em coordenação com o Departamento do Xerife do Condado de San Bernardino, a Patrulha Rodoviária da Califórnia e o Departamento de Pesca e Vida Selvagem da Califórnia.

“Temos boas pistas para os investigadores seguirem, mas não temos muitas informações a serem divulgadas em relação à investigação”, disse Webster.

Os investigadores não conseguiram determinar um motivo.

Na semana passada, a organização Platero Project prometeu U$ 32.000 de recompensa por informações que possam levar à prisão e condenação do responsável por matar os burros, disse o BLM.

“Os assassinatos de burros do deserto de Mojave devem ser punidos em toda a extensão permitida por lei”, afirmou o Platero Project em um comunicado. “Os burros foram esquecidos e sub-representados nas conversas sobre direitos dos equídeos. Eles devem ter uma voz proeminente e um status e proteção aprimorados”.

Vários outros grupos também se comprometeram com uma recompensa que poderia levar a uma prisão.

De acordo com o BLM, a Human Society dos Estados Unidos (U$ 2.500), a Lifesavers Wild Horse Rescue (U$ 2.500), a Peaceful Valley Donkey Rescue (U$ 2.500), a American Wild Horse Campaign (U$ 2.500), a Return to Freedom (U$ 5.000) e a The Cloud Foundation (U$ 1.000), juntamente com a recompensa de U$ 1.000 da BLM, subiram o valor total da recompensa para U$ 58.000.

“Com o aumento da recompensa em jogo, estamos confiantes de que alguém apresentará informações úteis ​​em breve”, confessou o Vice-diretor de Políticas e Programas do BLM, William Perry Pendley. “A crueldade em atirar nesses burros e deixá-los para morrer justifica uma ação judicial na extensão máxima da lei”.

Solicita-se que qualquer pessoa com alguma informação ligue para a linha direta WeTip no número 800-782-7463 (EUA) ou visite o site da WeTip. Denunciantes podem permanecer anônimos. Quaisquer chamadas que levem à prisão e condenação do responsável serão elegíveis para uma recompensa.

Foto: Bureau of Land Management

Por Gabriella Benavidez / Tradução de Alda Lima

Fonte: Fox

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui