Início NOTÍCIAS Procurada por apagar cigarro em olho de cão está em prisão perpétua

Procurada por apagar cigarro em olho de cão está em prisão perpétua

116
0

Clicar sobre a imagem para editar ou atualizar.

Remover imagem destacada

Um ato de violência contra um animal, filmado e divulgado no WhatsApp, motivou um alerta à Sociedade de Prevenção de Crueldade Animal em Singapura, que abriu uma investigação com vista a encontrar a responsável. Acontece que a mulher, de nacionalidade filipina, já está a cumprir pena.

As imagens em causa, que começaram a circular através de conversas de grupo do WhatsApp, em Singapura e na Malásia, mostram uma mulher a segurar um cigarro com uma mão e a agarrar um cão pelo pescoço, com a outra, antes de queimar o animal com o cigarro acesso, enquanto lhe aperta o corpo. Nas imagens, o canídeo parece ter a boca fechada com um fio, que o impede de ladrar ou gemer.

A Sociedade para a Prevenção da Crueldade aos Animais (SPCA) em Singapura foi alertada para o vídeo em agosto último e fez apelos nas redes sociais para encontrar a mulher. “Há indícios de que o incidente pode não ter ocorrido em Singapura, mas estamos a explorar todas as possibilidades e a apelar por informações credíveis para procurar justiça”, adiantou a organização em comunicado.

Acontece que, na segunda-feira passada, outro grupo de defesa dos animais, o PETA Ásia (Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais), confirmou que o vídeo foi filmado nas Filipinas e esclareceu que se tratava de um caso antigo que envolvia Vicente e Dorma Ridon, um casal filipino condenado a prisão perpétua por abuso infantil, crueldade animal, tráfico de pessoas e desrespeito à vida selvagem. Entre os vários crimes, os indivíduos gravavam e filmavam maus-tratos a animais, para venderem as imagens a plataformas online de partilha desse tipo de conteúdo.

A “PETA Ásia e as autoridades Filipinas conseguiram localizar o casal e encerrar a operação em 2014. O casal foi condenado à prisão perpétua”, acrescentou a organização.

Fonte e fotos: JN / mantida a grafia lusitana original

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui