Início DESTAQUES Reportados novos casos de maus-tratos realizados por jovem que agrediu gatos

Reportados novos casos de maus-tratos realizados por jovem que agrediu gatos

260
0

Clicar sobre a imagem para editar ou atualizar.

Remover imagem destacada

Durante todos esses meses, continua dando repercussão o caso de um menor de Magalhães, Chile, que filmou a si próprio e divulgou nas redes sociais ao maltratar seus gatos, que eram seus animais de estimação.

Esse jovem, como disseram seus familiares há algum tempo, estava totalmente fora das redes sociais e do contato com a Internet, para evitar que ocorressem situações deste tipo.

No final de agosto, começaram a circularem novamente informações, que viralizaram nas redes sociais, sobre este menor que novamente havia publicado vídeos polêmicos, nos quais visualizava-se atos de maus-tratos a um animal.

A comunidade, alertada sobre isso, e principalmente os defensores de animais, tomaram conhecimento dessa informação e começaram a advertir sobre o que estava acontecendo, de maneira que será investigado se o novo canal de Youtube foi criado ou não pelo menor em questão.

“Nós vamos tomar as ações necessárias para ver se é verdade ou não que foi criado pelo jovem. Porém, as imagens compartilhadas eram terríveis, agora, semelhantemente, temos claro que há pessoas que se aproveitam destas coisas, mas nada que não possa ser averiguado pela polícia. O mais importante é que não existam animais maltratados e feridos e que o garoto continue sob controle para que não se aproxime dos animais e nem da internet”, disse Cristina Rodríguez, uma das pessoas que percebeu o caso e que teria feito contato com a Promotoria na época para que fossem realizadas as devidas investigações.

Os casos anteriores levaram a apreensão dos vídeos sem que ninguém conseguisse realizar cópias, consideram que o canal do Youtube destes tivesse indisponível.

Youtubers de diferentes partes do mundo souberam de imediato do fato e realizaram diversos vídeos que narravam o novo caso desconhecendo se a informação era verídica.

Os antecedentes do caso estão relacionados à captura de tela do novo vídeo, sem até o momento poder-se esclarecer se alguém mantém uma cópia do vídeo, considerando que o canal do YouTube um dia depois não estava mais disponível.

Youtubers de diferentes partes do mundo foram imediatamente alertados, fazendo vários vídeos referentes ao que aconteceu com este novo caso, sem saber se as informações são verdadeiras.

Por David Perez / Tradução de Maira Lavalhegas Hallack

Fonte e foto: El Pinguino

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui