Início NOTÍCIAS Protetora morre em Campinas (SP) e 11 cães precisam de adotantes

Protetora morre em Campinas (SP) e 11 cães precisam de adotantes

4
0

Os 11 cães que pertenciam à protetora de animais Simone Regina Pires, de Campinas, precisam de adotantes. A aposentada, de 51 anos, morreu de ataque cardíaco há uma semana.Tomava insulina desde os 13, e fazia hemodiálise quatro vezes por semana porque era insuficiente renal. Precisava de transplante rim, e havia perdido uma perna para o diabetes tipo 1.

Mas, apesar de todos esses obstáculos, não dava as costas a vulneráveis. Mesmo em uma cadeira de rodas, fazia resgates e dedicava a própria vida a ajudar indefesos.

Um desses exemplos é Chico, que estava sendo devorado por miiase (bicheira) no Jardim Satélite Íris 1, em Campinas.

Simone o resgatou há 4 anos, em 8 de dezembro, dia de Nossa Senhora da Conceição, padroeira da cidade.

De tão anêmico, o cachorro não conseguia parar em pé. Os ferimentos estavam abertos, em carne viva.

“No resgate, ninguém quis pôr a mão por causa do cheiro”, afirmou Simone na época.

Dona Zulmita, moradora do bairro, foi a única que o socorreu, ajudando Simone a colocá-lo no carro.

A protetora ainda encontrou um adotante pra ele.

Mas, o medo de Simone era justamente o de faltar, deixando os cães que cuidava sem casa.

“Não durmo nem de pensar o que será deles se eu morrer. Moro com minha mãe, que já é idosa, e ela não tem como cuidar”, dizia sempre.

A protetora Paty Romero está à frente das adoções dos 11. “Simone amava os animais de uma forma que eu desacreditava. Sempre pediu que, se um dia ela viesse a falecer, que eu não os desampararia. E eu irei cumprir minha promessa ate o fim”.

Paty lembra que “Simone era uma pessoa maravilhosa, guerreira, que amava os animais. Não sabia dizer não. Sempre batiam na porta da casa dela com um animalzinho no colo, e ela sempre acolhia com todas as limitações que ela tinha”.

Solidariedade

Quando Simone morreu, uma das fêmeas ainda precisava de castração. Mas, a veterinária Hingrid Silvério se compadeceu e já castrou a Love.

Os 11 cães estão sendo alimentados com ração que foi doada pela Pet Legal que deve durar mais uma semana.

O adestrador Symon fez as fotos para ajudar nas adoções.

E um mutirão de amigos deu banho e vacinou os cães.

Como ajudar

Já Paty está cuidando das adoções e doações. “Você não pode adotar um cachorro? Então, adote um protetor… Doe um saco de ração, um vermífugo, uma castração, uma vacina, um cobertor velho. Assim, você adota muitos cães”.

Quem quiser ajudar, deve contatá-la pelo WhatsApp: (19) 9-9834-4400.

Por Raquel Valli | Especial para ACidade ON

Fonte e foto: A Cidade ON

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui