Início DESTAQUES Centro de Zoonoses de Goianésia (GO) é alvo de ação civil pública...

Centro de Zoonoses de Goianésia (GO) é alvo de ação civil pública por maus-tratos

5
0

Clicar sobre a imagem para editar ou atualizar.

Remover imagem destacada

O Centro de Zoonoses de Goianésia, a cerca de 180 km de Goiânia, é alvo de uma ação civil pública por supostos maus tratos a animais. A ação é movida pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO), que solicita que o local funcione de acordo com as determinações do Ministério da Saúde. A multa diária sugerida em caso de não cumprimento é de R$ 10 mil.

Entre as medidas solicitadas pelo promotor responsável pela ação, Antônio de Pádua Freitas Júnior, estão a higienização dos recintos, proteção contra o tempo e alimentação adequada. Deve-se observar, ainda, a separação de animais por sexo, espécie e estado de saúde, bem como o acompanhamento veterinário, transporte adequado e destinação correta das carcaças.

Denúncias contra o Centro de Zoonoses

O órgão afirmou que recebeu uma série de denúncias da população em relação aos maus tratos. Uma apuração feita em conjunto com a Polícia Técnico-Científica confirmou as suspeitas e detectou uma série de problemas.

Uma das situações encontradas foi a falta de um alojamento adequado. Cães com diversos problemas de saúde convivem sem isolamento adequado, sem tratamento veterinário e sem proteção contra o tempo. Já os gatos têm livre acesso à rua, o que os expõe a doenças e a riscos como atropelamentos.

Os peritos encontraram, também, comedouros vazios em meio a fezes, frutas e verduras que deveriam servir de alimento espalhadas pelo chão. Foram encontrados, ainda, resíduos queimados, plásticos, entulho de construção civil, carcaça de veículos e restos de pneus.

A apuração identificou que o transporte dos animais é inadequado, pois eles são levados amarrados pelo pescoço. O espaço para as aves também não é adequado, pois não oferece iluminação nem espaço para vôos.

“Em suma, observa-se que o local é incompatível com o que se espera de um Centro de Zoonoses”, disse o promotor, “haja vista que não há, em todo o território da chácara, estrutura adequada para proteger os animais de intempéries naturais, evidente falta de higienização, a escassez de alimentos, a má qualidade da água e a inexistência de atendimentos médico-veterinários”.

Ausência de políticas públicas

O documento ressalta ainda que o município não possui uma política pública, seja para os animais abrigados, seja para os capturados. Ele ressaltou, também, que a Prefeitura se prepara para realizar um carnaval no qual no qual pretende utilizar cerca de R$ 850 mil com shows artísticos.  “Existe um universo invertido em Goianésia. Enquanto milhares de recursos públicos são destinados a eventos, espécies são expostas à dor, fome e sede”, disse o promotor.

Além da adequação do espaço, o MP-GO solicita também que o órgão elabore programas para a guarda responsável, esterilização de cães e gatos, recolhimento periódico de animais de rua e campanhas de adoção.

O Mais Goiás tentou contato coma Prefeitura de Goianésia. Entretanto, as ligações não foram atendidas. O espaço está aberto para manifestação.

Por Artur Dias

Fonte e foto: Mais Goiás (com informações de MP-GO)

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui