Início DESTAQUES Abandono de animais em Uberaba (MG) aumenta devido ao surto de Covid-19

Abandono de animais em Uberaba (MG) aumenta devido ao surto de Covid-19

20
0

O cenário de isolamento e distanciamento social não deve afetar somente as pessoas. A situação do país acende um alerta também para um possível aumento de animais abandonados na rua e também sem amparo.

Na segunda-feira (30), uma ação chamou atenção nas redes sociais. De acordo com imagens de câmeras de segurança divulgadas por um Pet Shop da cidade, um homem abandonou no local 8 filhotes e a mãe dos animais, ambos infestados de carrapatos.

Crime

No Brasil, abandonar animais é crime e, em Minas Gerais, quem praticar maus-tratos pode sofrer consequências. A pena prevista pelo Artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais é de detenção de três meses a um ano e multa. A pena prevista pelo Artigo 164 do Código Penal é de detenção de 15 dias a 6 meses ou multa. Até o fechamento desta matéria, o estabelecimento aguardava Polícia Civíl para as devidas providências sobre os animais que foram abandonados.

Ongs pedem socorro

A instituições que ajudam, recolhem animais e também arrecadam doações para garantir alimentos já começaram a sentir o impacto da pandemia. Segundo a vereadora Denise Max, também presidente da Supra, o número de abandonos de animais na cidade aumentou nas últimas semanas. Ela visitou alguns pontos da cidade para alimentar cães e gatos e percebeu o maior número desses animais vagando nos bairros. Além disso, ela fez um apelo em suas redes sociais para que as pessoas não parem de doar no período de quarentena, pois estes animais dependem da conscientização da população para não ficarem vagando nas ruas e também para se alimentarem.

A responsável pelo Abrigo dos Anjos, Alessandra Piagem, também conta que o número de denúncias e animais pela cidade aumentou. Segundo ela, os pedidos de socorro e ajuda aumentaram. O que ela indica é que as pessoas deixem potinhos de comida e água na porta da residência para ajudar os animais que necessitam. Alessandra também conta que os animais doentes têm prioridade nas ajudas da ONG, pois muitas das vezes, as chances de sobrevivência são menores. As doações e recursos também diminuíram neste período.

Segurança

A Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgou que a Covid-19 não é transmitido de animais para humanos. O tipo de vírus que acomete os animais é diferente e não transmissível para humanos. Até o momento, não há evidências de que os animais possam ser infectados ou transmitir o vírus. Apesar disso, as recomendações são que, caso os tutores levem seus animais para passear ou tenha contato externo, que as patinhas dos pets sejam higienizadas com lenços adequados e que os banhos se mantenham regulares.

Fonte  e foto : JM Online

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui