Início NOTÍCIAS Novembro Azul: câncer de próstata também atinge cães e gatos

Novembro Azul: câncer de próstata também atinge cães e gatos

25
0

Foto de formulário PxHere.

O câncer de próstata não é uma doença exclusiva dos humanos. E o que muita gente não sabe é que ela, também, pode atingir os animais. Segundo Karina Delia Albuquerque, professora do curso de Medicina Veterinária da Universidade UNG, “embora a doença não seja muito recorrente, o cão tem mais propensão aos problemas relacionados ao câncer de próstata do que os gatos”, explica.   

Saiba mais sobre esta patologia que afeta os animais de estimação.   

Como identificar os primeiros sintomas?  

Os tutores dos animais devem ficar atentos em alguns sinais clínicos como aumento na frequência do ato de urinar, gotejamentos constantes, bem como sangue ou pus na urina. Alguns pets podem apresentar constipação, isto é, dificuldade no ato de defecar, devido ao aumento da próstata. Além de fezes em forma de fitas e, em situações mais severas, dor abdominal.  

Como é feito o diagnóstico?   

O diagnóstico é feito pelo histórico do animal (idade, sexo e espécie). Animais machos, mais velhos e não castrados são mais predispostos ao aparecimento do câncer de próstata. Exame físico é realizado com palpação abdominal, retal e sensibilidade abdominal, além de exames complementares, como ultrassonografia.  

Como é realizado o tratamento?   

O tratamento efetivo é a castração e, dependendo da gravidade, a retirada da próstata.  

Prevenir com castração precoce é o ideal?   

Sim. A castração acaba sendo uma prevenção eficaz contra o câncer de próstata, pois, com a castração precoce, eliminamos hormônios como a testosterona, que pode ser um dos fatores que desencadeiam o câncer de próstata nos animais.    <isilveira@ung.br>

Fonte: Paranashop

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui