Início NOTÍCIAS Barulho da queima de fogos de artifício pode causar doenças em pets;...

Barulho da queima de fogos de artifício pode causar doenças em pets; veja como protegê-los

256
0

As festas de fim de ano são animadas, coloridas e barulhentas. No Réveillon, por exemplo, há estampidos causados por fogos de artifício e eles podem ser prejudiciais à saúde de cachorros e gatos. Veja abaixo orientações de especialistas para protegê-los.

José Lasmar, médico veterinário da Clínica Gutierrez, em Belo Horizonte, diz que os animais são extremamente sensíveis ao barulho e alguns deles podem até perder a vida.

Ele lembrou do caso de um cachorro que, ao tentar fugir durante a queima de foguetes, ficou preso na grade de cabeça para baixo e morreu.

“O barulho causa estresse e doenças nos gatos, como cistite”, exemplifica o veterinário referindo-se à infecção da bexiga, contou.

A audição de cães e gatos chega a ser quatro vezes mais apurada que a dos seres humanos. Em épocas festivas, o veterinário orienta que os tutores deixem os animais em segurança em um cômodo fechado, de preferência com um som que pode ser até da televisão para abafar os estampidos.

O especialista ainda fala que no mercado de produtos pets há uma bandana de ouvidos, roupas especiais que dão sensação de acolhimento e protetores auriculares.

“Quando o cachorro e o gato são muito medrosos, colocá-los no colo pelo maior tempo possível também é uma alternativa”, salienta Lasmar.

Comportamento

Luisa Pires, especialista em comportamento de cães, também dá dicas de como cuidar e preservá-los do barulho.

“Os cães têm a audição como um dos sentidos mais aguçados. Por serem animais com instinto de guarda, eles são preparados para ouvir tons que o ouvido humano não é capaz. Assim, nós não conseguimos entender o tanto que os fogos com barulho prejudicam. Em queimas de fogos, cachorros podem apresentar sinais de estresse, agressividade, ansiedade e até infartos. Alguns morrem nessas situações”, alerta a fundadora do Centro Educacional de Cães Aufabeto de BH.

Como aliviar o estresse dos cães

Antes do barulho:

  • Nos dias que você já souber que haverá fogos de artifício, procure gastar a energia acumulada do seu cão. Então, saia com ele, brinque, deixe ele correr. O cão sem essa energia acumulada ficará muito mais tranquilo no momento do barulho;
  • Acostume seu cão a associar comida e barulho. De forma muito delicada, comece a colocar sons como trovão e fogos de artifício em volume muito baixo quando ele for comer. Aos poucos, aumente o volume. Mas é importante que o cão não sinta medo em momento nenhum. Se ele parar de comer, volte ao volume anterior;
  • Tente, sempre que possível, acostumar seu cão a ambientes um pouco mais barulhentos e agitados, sem colocar a saúde deles em risco. Faça com que ele conviva com música, pessoas e outros cães. Isso pode ajudar que ele enfrente momentos de estresse com menos ansiedade.

Durante o barulho:

  • Deixe seu cão o mais confortável possível, de preferência em um cômodo onde ele não possa se ferir. Feche janelas e portas, para tentar diminuir o barulho;
  • Se ele escolher um esconderijo, respeite. É onde ele se sente seguro. Caso ele não tenha, você pode criar uma casinha para que ele se abrigue nesses momentos;
  • Nunca deixe seu cão acorrentado. Ele pode se ferir para tentar escapar;
  • Não o deixe sozinho. Tente manter pelo menos uma pessoa com ele;
  • Se ele precisar ficar sozinho, deixe uma TV ligada. A ciência já comprovou que a voz humana acalma e transmite segurança para os cães;
  • Se você mora em apartamento, confira as grades e redes de proteção para evitar que ele tente fugir e se fere com gravidade;
  • Coloque com delicadeza um chumaço de algodão hidrófilo nos ouvidos do cão um pouco antes do horário da queima. Mas lembre-se de retirá-lo após o barulho cessar.
  • Projeto de lei
  • O projeto de lei (PL) que proíbe fogos de artifício em Belo Horizonte foi aprovado em 1º turno, no último dia 15, na Câmara Municipal. Trinta e cinco vereadores foram favoráveis, dois contrários e ocorreram três abstenções. O vereador Irlan Melo (PSD) é dos autores.
  • A discussão sobre os fogos na cidade já é antiga. Em 2018, outro projeto de autoria de Osvaldo Lopes, à época vereador, também foi aprovado em 1º turno. No entanto, segundo Melo, ele foi arquivado quando Lopes virou deputado estadual.
  • Por Alex Araújo
  • Foto: Aufabeto/Divulgação
  • Fonte: G1

 

Programa Mundo Animal na rádio Mares do Sul 87,9 de Marechal Deodoro Alagoas  das oito as nove aos sábados.( está no aplicativo rádios net  e no www.mundoanimalmaceio.com.br)

“ Quanto mais conheço os homens mais amo os animais “

Colaboradores do  programa Mundo Animal ano XXI :

Vereador por Marechal Deodoro  André BOCÃO – gente da gente –  deseja um FELIZ ANO NOVO para todos

Consultório veterinário dr Marcelo Lins   99981 5415

@defesaanimalemacao

Comissão do Bem Estar Animal da OAB Alagoas– presidente dra Rosana Jambo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui