Início NOTÍCIAS Gatinha foge de casa para ir ao funeral de sua guardiã

Gatinha foge de casa para ir ao funeral de sua guardiã

221
0

Vanessa Santos | Redação ANDA

Uma gatinha resgatada em situação de rua demonstrou toda a sua gratidão aos seus tutores, quando fugiu de casa para ir ao velório de sua família na esperança de dar um último adeus àqueles que a resgataram e a cuidaram com tanto carinho.

Opera sofreu por muito tempo os traumas da vida de um animal sem lar e sem alguém para lhe dar afeto e cuidado. A vida da gata foi transformada quando Júlia, de apenas 3 anos de idade, a conheceu e convenceu sua mãe a adotá-la.

Luiza Aparecida Alencar dos Santos, 32, não tinha planos em adotar um animal naquela época, porém sabia que essa era uma excelente oportunidade de ensinar à filha a importância de ajudar os outros, inclusive os animais.

Após o resgate, as novas tutoras de Opera a levaram no veterinário para fazer um check-up, e em apenas alguns dias, a gatinha já se sentia em casa, confortável e recebendo muito carinho de sua guardiã Júlia.

Um dia, a família deixou a gatinha em casa e foram viajar para outra cidade, porém o destino tinha outros planos para Júlia e seus pais. O ônibus em que a família viajava perdeu os freios e acabou batendo, no acidente, oito dos 30 passageiros a bordo morreram, entre eles, estava a garotinha e sua mãe.

O acidente comoveu a todos que conheciam os três e a tristeza tomou conta da casa dos Alencar. A gatinha também sofreu muito com a perda de seus tutores, e como todo gato, sentiu que não veria mais sua amada Júlia em vida.

No dia do velório, todos ficaram surpresos ao ver que a gatinha havia se escondido no carro para participar da despedida. De alguma forma, parecia que ela entendia o que estava acontecendo, e se direcionou para a sala onde os corpos estavam sendo velados. Opera então se sentou e ficou quieta por um tempo que parecia interminável, como se estivesse sentindo as dores do luto e se despedindo daqueles que tanto a amaram.

O animal atravessou toda a sala para chegar mais perto de Júlia. No início, os familiares pensaram que não deveriam deixar a gata ali. No entanto, Opera era um membro da família e merecia a oportunidade de se despedir da doce menina que salvou sua vida.

Daquele dia em diante as coisas pareciam ter ficado um pouco melhores em casa, Opera ficou mais sossegada e parou de fugir durante as tardes.

Animais são seres sencientes e assim como nós podem ter muitas emoções e sentimentos inexplicáveis. Embora a dor da perda não seja descritível, a gata fez questão de demonstrar que Júlia e seus pais foram muito importantes para ela, e que seu amor pela garotinha sempre estará em seu coração.

A ligação das duas era muito especial e o adeus marcou profundamente sua vida. Opera continua admirando a paisagem e brincando vez ou outra com seus novos tutores, mas ela nunca esquecerá a pequena menina de três anos que a tirou dos perigos da rua.

Foto: arquivo pessoal

Fonte: anda.jor.br

Programa Mundo Animal ano XXII na rádio Mares do Sul FM 87,9 de Marechal Deodoro Alagoas  das oito as nove aos sábados.( está no aplicativo rádios net  e no www.mundoanimalmaceio.com.br)

NÃO COMPRE…….ADOTE… NÃO SE COMPRA UM AMIGO.

Colaboradores do  programa Mundo Animal ano XXII :

Vereador por Marechal Deodoro  ANDRÉ BOCÃO – gente da gente –  

Consultório veterinário dr Marcelo Lins   99981 5415

@defesaanimalemacao ( 82 –  98778 0221 )

Comissão do Bem Estar Animal da OAB Alagoas– presidente dra Rosana Jambo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui