Início NOTÍCIAS Prefeitura de Passo Fundo (RS) garante subsídio a protetores de animais que...

Prefeitura de Passo Fundo (RS) garante subsídio a protetores de animais que disponibilizam lares temporários

80
0
binary comment

O Acolhe Pet, uma das ações do programa É o Bicho, foi criado pela Prefeitura de Passo Fundo para viabilizar um subsídio a protetores de animais que disponibilizam lares temporários. Nesta segunda-feira (10) o prefeito, Pedro Almeida, anunciou os resultados do primeiro chamamento público aberto pelo Município para a iniciativa que contempla integrantes da rede de proteção animal da cidade.

A efetivação do Acolhe Pet, de acordo com o prefeito, consolida o compromisso do governo municipal com a ampliação das políticas públicas de bem-estar animal, fortalecendo a rede de proteção. “Esse é mais um fruto do programa É o Bicho que, além das castrações, está sendo expandido para mais ações de cuidado com os animais e valorização das pessoas que lutam pela proteção animal. A essas pessoas, queremos agradecer e dizer que vamos avançar juntos”, afirmou.

Além da comprovação do trabalho voluntário, as protetoras contempladas atenderam aos requisitos definidos no chamamento público 27/2021. A secretária Municipal de Meio Ambiente, Gabriela Engers, explica que o albergamento temporário é o acolhimento de cães e gatos em situação de maus-tratos até que eles estejam aptos para adoção.

O programa Acolhe Pet tem por objetivo auxiliar os protetores para que eles possam atender às necessidades dos animais acolhidos. A intenção do programa é que os animais, recebendo os cuidados necessários, possam encontrar bons lares”, pontuou.

A partir dos contratos firmados com o Município, cada protetora receberá R$ 70,44 por animal albergado, podendo incluir até 10 animais. Os contratos têm duração de um ano. Para Gabriela, o subsídio também é uma forma de reconhecer a dedicação dos protetores e dar uma nova chance aos animais em situação de vulnerabilidade.

“Os protetores e protetoras desempenham um papel de extrema importância nos cuidados com os animais. São eles que, de forma abnegada, fazem um trabalho ímpar e, às vezes, pouco reconhecido pela sociedade. Me emociona muito quando a gente fala de cuidado com os animais. Nosso eterno agradecimento a cada protetor, que se doa e faz isso de forma gratuita”, enfatizou.

Protetora há 10 anos, Juleide Livinalli já abrigou temporariamente dezenas de animais em sua casa até que eles fossem adotados. Para ela, o subsídio irá ajudar que muitos outros tenham essa chance.“O bicho não fala. Nós somos a voz dele. Obrigada por todas as vezes que a Prefeitura, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, nos ajudou. Eu vou continuar lutando por eles”, falou.

Representante da causa animal no Legislativo, o vereador Rafael Colussi falou sobre os avanços nas políticas públicas de Passo Fundo e da importância do envolvimento coletivo para a consolidação de ações que beneficiem os animais. “O Acolhe Pet é mais uma iniciativa construída de forma conjunta. Esse é um novo formato de cuidado com os animais: em vez de irem para abrigo, eles ficam em casa, recebendo todos os cuidados e tendo amor, carinho e convivência. É preciso termos coragem para avançar e para defender os animais. Tudo tem valor, inclusive, eles”, disse.

No mesmo sentido, o vice-prefeito, João Pedro Nunes, mencionou a união entre a Prefeitura, a Câmara de Vereadores e a sociedade para que a causa siga avançando com investimentos.

“Agradecemos a cada protetor que tem a sensibilidade e o compromisso com a causa animal e que nos ajuda na criação de projetos com o objetivo de promover mais bem-estar aos animais. Essa é uma atividade difícil e, unidos, somos mais fortes. Há muito o que ser feito, mas estamos no caminho certo”, considerou.

Programa É o Bicho

O programa municipal É o Bicho viabiliza castrações de animais resgatados pela rede de proteção ou pertencentes a pessoas inscritas no CadÚnico da assistência social. Desde 2014, quando ele foi implementado, mais de 6,9 mil procedimentos foram realizados, evitando, assim, o nascimento descontrolado de animais e, consequentemente, possíveis casos de abandono e maus-tratos, além de controlar zoonoses.

Neste ano, além do investimento por parte do Município, contaremos com recurso advindo do Governo do Estado, a partir do programa Melhores Amigos – Bicho Sente Como Gente, ampliando, assim, a castração de cães e gatos.

Banco de Ração

A Prefeitura também anunciou que, a partir da implementação do Banco de Ração, disponibilizará cerca de 1.200 Kg de ração por mês a animais de pessoas de baixa renda em situações emergenciais. O projeto já está em andamento e, neste momento, é analisado pela Central de Licitações e Contratos (CLC).

Créditos: Michel Sanderi

Por Gabriel Nunes

Fonte: Rádio FM Uirapuru

 

Programa Mundo Animal ano XXII na rádio Mares do Sul FM 87,9 de Marechal Deodoro Alagoas  das oito as nove aos sábados.( está no aplicativo rádios net  e no www.mundoanimalmaceio.com.br)

NÃO COMPRE…….ADOTE… NÃO SE COMPRA UM AMIGO.

Colaboradores do  programa Mundo Animal ano XXII :

Vereador por Marechal Deodoro  ANDRÉ BOCÃO – gente da gente –  

Consultório veterinário dr Marcelo Lins   99981 5415

@defesaanimalemacao ( 82 –  98778 0221 )

Comissão do Bem Estar Animal da OAB Alagoas– presidente dra Rosana Jambo

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui