Início NOTÍCIAS Assustado e estressado, elefante reage e mata turista durante safári

Assustado e estressado, elefante reage e mata turista durante safári

133
0

Bruna Araújo | Redação ANDA

Foto: Ilustração | Pixabay

A inconsciência e o egoísmo humano fomentam modalidade de turismos que exploram animais direta e indiretamente. Em safáris, os animais não ficam aprisionados em jaulas, mas são obrigados a interagir com turista e com carros lotados de pessoas passando de um lado a outro. Estressados, assustados e exaustos de terem seus habitats invadidos e perturbados, animais selvagens podem reagir e isso é preocupante e perigoso. Um caso recente retrata bem os riscos que essa atividade pode trazer.

Um turista saudita foi pisoteado e morto por um elefante durante um passeio de carro dentro do Parque Nacional de Murchison Falls. O animal perseguiu o veículo após se assustar com o automóvel. Uma investigação foi aberta para apurar se houve negligência dos guardas do parque. A administração do local afirma que novos protocolos serão implementados para evitar futuros acidentes.

Deixem os animais em paz

Para muitas pessoas, chegar perto de um animal selvagem, tocá-lo e até mesmo montá-lo pode parecer uma aventura estimulante e tentadora, mas por trás dessa vontade, existe um desejo egoísta e inconsciente que fomenta a escravidão e maus-tratos a animais. Um dos animais que mais sofrem com essa prática cruel são os elefantes. Retirados dos seus habitats ainda bebês, são obrigados a passar um “treinamento” rigoroso para que se tornem dóceis e lucrativos para os seus algozes.

Elefantes, naturalmente, são criaturas gentis e amigáveis, mas, definitivamente, não são espécies domésticas e não evoluíram para interagir com os seres humanos. São animais que vivem em grupos e que formam profundos laços familiares com outros membros de sua espécie. Quando vivem em seus habitats, longe da interferência humana, raramente se envolvem em incidentes, mas quando são maltratados e estressados, podem reagir e isso se torna um perigo para os seres humanos.

Durante o treinamento, esses animais são privados de alimento, são frequentemente espancados e vivem acorrentados. Muitos ficam tão exaustos física e emocionalmente que perdem a vontade de viver e entram em uma espécie de piloto automático. No entanto, alguns não cansam de lutar e podem despertar do torpor causado pela tortura com uma intensa fúria que pode ser perigosa e fatal. Uma animal selvagem nunca poderá ser completamente domesticado.

Em 1992, uma mulher e os seus cinco filhos, infelizmente, descobriram esse fato da pior maneira possível. A família estava passeando nas costas de um elefante que parou de obedecer aos comandos do tratador e começou a correr fora de controle. Ele estava desesperado em busca de liberdade. Muitas pessoas que estavam no caminho foram feridas. O elefante foi morto por policiais que não conseguiram contê-lo. Ele precisou morrer para ser finalmente liberto.

Em 2006, um zoo em Massachusetts achou que seria uma ótima ideia obrigar os elefantes mantidos em cativeiros a carregar visitantes. O elefante reagiu assustado e feriu dois homens, deixando um deles com o braço quebrado. Em 2009, o elefante de um circo foi forçado a carregar crianças em suas costas, ele ficou profundamente assustado e derrubou as crianças. Várias delas tiveram ferimentos graves e ficam traumatizadas com o episódio.

Elefantes são animais inteligentes e sensíveis, mas quando são levados aos limites, reagem instintivamente. Além de ser antiético retirar esses animais da natureza para explorá-los para entretenimento, pode ser muito perigoso. O turismo que abusa de animais precisa ter fim e a sua contribuição é fundamental para que essa prática seja abolida definitivamente. Não financie a exploração animal!

Fonte: anda.jor.br

Programa Mundo Animal ano XXII na rádio Mares do Sul FM 87,9 de Marechal Deodoro Alagoas  das oito as nove aos sábados.( está no aplicativo rádios net  e no www. mundoanimalmaceio.com.br)

NÃO COMPRE…….ADOTE… NÃO SE COMPRA UM AMIGO.

Comissão de Bem Estar Animal da OAS (AL) presidente dra Adriana Alves

@defesaanimalemacao ( 82 98778 0221 )

Colaboradores do  programa Mundo Animal ano XXII :

Vereador por Marechal Deodoro  ANDRÉ BOCÃO – gente da gente –  #colacomagente #andrebocao #marechaldeodoro

Consultório veterinário dr Marcelo Lins   99981 5415

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui