Início DESTAQUES Vira-lata Lucimara comove equipe médica e consegue direito de acompanhar dono no...

Vira-lata Lucimara comove equipe médica e consegue direito de acompanhar dono no hospital em SP

79
0

Essa história não está na lista das principais notícias do dia, mas vale cada segundo da sua atenção.

É sobre um homem de 48 anos, com deficiência visual, que procura um hospital, com dor, seis horas depois de ser atropelado, e a Lucimara, separada dele.

“Foi a primeira vez que a gente viu um cachorro chorando na porta da emergência da maneira que ela estava. Arranhando a porta da emergência, chorando, latindo bastante. Isso foi o que desencadeou toda a preocupação: o que é que está acontecendo?”, conta Fábio Agostini do Amaral Gomes, gestor do serviço de Emergência da Santa Casa.

Aflição na porta de pronto-socorro não é coisa rara de se ver, mas, naquela manhã de sábado (5), ela chamava a atenção. Focinho entre as portas, atrás do cheiro do dono.

“Aí a equipe teve uma ideia de pegar uma peça de roupa do paciente e colocar junto ao cachorrinho. Isso acalmou, mas não foi o suficiente”, relembra Fábio.

“Eu fui a médica que veio trazer a ração para a Lucimara. No momento que eu cheguei, ela estava apática, ela não queria contato com nada. A impressão que dava era: ‘O que é que vocês estão fazendo? Onde está o meu tutor?’”, recorda a médica Cárlei Heckert Godinho.

A cachorra então ganhou coleira de visitante. É que Lucimara é uma vira-lata com uma missão: guiar o seu dono que enxerga com dificuldade e, assim, ela pode atravessar os corredores lotados do PS como quem sabia exatamente aonde ir.

“Foi bem emocionante. A equipe inteira ficou superfeliz. No meio de tanta dificuldade que a gente passa, ter presenciado isso e proporcionado um alívio para o animal, para o dono do animal e para a gente também”, diz Fábio.

“O bem-estar do paciente na nossa rotina é administrar um medicamento para aliviar a dor, é fazer um procedimento para que aquela doença melhore. Mas, naquele momento, a presença de um cachorro fez com que houvesse uma mudança na percepção de saúde do paciente. Uma lição do que o amor é capaz de fazer”, define a médica.

Quarenta e oito horas depois de chegar à Santa Casa, o paciente foi levado do pronto-socorro com a acompanhante no colo. Na porta do hospital, ele levantou da cadeira de rodas, ainda com dor, mas praticamente recuperado e saiu.

Antônio vive entre as 30 mil pessoas em situação de rua na cidade de São Paulo. Uma população que só cresce. O último Censo na capital mapeou 6.007 pontos de moradias improvisadas. Então, onde ele está, a reportagem do JN não conseguiu descobrir. Mas dá para dizer, quase com certeza, que ele não está sozinho.

Fonte: G1

Programa Mundo Animal ano XXII na rádio Mares do Sul FM 87,9 de Marechal Deodoro Alagoas  das oito as nove aos sábados.( está no aplicativo rádios net  e no www. mundoanimalmaceio.com.br)

NÃO COMPRE…….ADOTE… NÃO SE COMPRA UM AMIGO.

Encontro dos pitbulls na praça da Faculdade no dia 20 de março às 15:30h. Informações: 99134 1474

Comissão de Bem Estar Animal da OAS (AL) presidente dra Adriana Alves

Semana de castração de caninos e felinos na Clinshopmaceio  (82 ) 9675 8715

@defesaanimalemacao ( 82 ) 98778 0221

Colaboradores do  programa Mundo Animal ano XXII :

Vereador por Marechal Deodoro  ANDRÉ BOCÃO – gente da gente –  #colacomagente #andrebocao #marechaldeodoro

Consultório veterinário dr Marcelo Lins   99981 5415

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui