Início DESTAQUES Casal perde emprego após divulgação de fotos de caçada na África

Casal perde emprego após divulgação de fotos de caçada na África

201
0

Por David Arioch

(Fotos: Reprodução/Unilad)

Um casal que comandava um supermercado em L’Arbresle, no departamento de Rhône, na França, foi demitido após a divulgação de fotos de caçada na África. As imagens do casal depois de caçarem animais como hipopótamo, zebra, leopardo e leão foram registradas em 2015, mas só chegaram há poucos dias ao conhecimento do público, segundo informações da BBC.

Ao verem as fotos, os consumidores da rede Super U iniciaram uma campanha de boicote às lojas da marca. Rapidamente o grupo se manifestou e anunciou a demissão imediata do casal. “Os valores da cooperativa são diametralmente opostos às atividades privadas de caça”, informou a Super U em comunicado oficial.

O que trouxe à tona as atividades de caça do casal foram algumas imagens publicadas em um site de safári de caça em KwaZulu-Natal na África do Sul e também na Tanzânia, que inclui depoimentos deles.

O site oferece serviços de caça por valores que variam de sete mil dólares por leopardo e pouco mais de 3,3 mil dólares por hipopótamo. “É uma pena que conheçamos o Super U exclusivamente por seus descontos de 30% em alimentos frescos, quando eles também têm gerentes que são 100% podres”, frisa um poster em crítica ao casal.

Segundo a fundação 30 Millions d’Amis, que atua em defesa dos animais, cerca de oito mil leões foram criados para serem abatidos por caçadores na última década na África do Sul, país que registrou queda de 90% no número total de leões em um século.

Fonte: anda.jor.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui