Início NOTÍCIAS Piloto Lewis Hamilton critica caçadora premiada que matou girafa negra ameaçada de...

Piloto Lewis Hamilton critica caçadora premiada que matou girafa negra ameaçada de extinção

349
0

Clicar sobre a imagem para editar ou atualizar.

Remover imagem destacada

Lewis Hamilton criticou a indústria de premiação da caça ao compartilhar uma publicação que expõe uma mulher que matou por esporte uma girafa ameaçada de extinção.

O campeão vegano da Fórmula 1 publicou uma imagem no seu Instagram que mostra uma girafa negra assassinada por uma caçadora premiada na África do Sul.

A publicação condena a caçadora de Kentucky por matar uma espécie em declínio drástico, com estimativas de que as populações caíram 40% em 30 anos, segundo a Humane Society.

A publicação cita a caçadora dizendo: “Orações pela minha caçada dos sonhos, uma vez na vida, se tornou realidade hoje. Avistei essa rara girafa negra e a persegui por um bom tempo. Eu sabia que era essa”.

Hamilton impulsionou um comentário de uma página que criticou a caçadora por fazer “almofadas decorativas e um estojo para armas da girafa, e ela também comeu parte da sua carne”.

“Ela não demonstrou nenhum remorso por ter matado essa bela criatura”, dizia a publicação.

“Caçar uma girafa na África do Sul é legal se for combinado antes com um parque de caça. No entanto, essa história estimula questionamentos sobre girafas que são criadas para serem troféus, especialmente considerando-se que há menos de 100.000 delas no planeta, e sua população foi reduzida a 40% nos últimos 30 anos”.

Ativista

Hamilton se pronuncia regularmente contra maus-tratos aos animais para os seus 12 milhões de seguidores. Ele compartilhou uma publicação que condenava a caça furtiva de rinocerontes no início deste mês. “Nós precisamos ser claros que a demanda por chifres de rinocerontes custa não apenas suas vidas, como também as daqueles que dedicam suas vidas para protegê-los”, ele disse.

No início deste ano, ele atacou o massacre de baleias e golfinhos em uma furiosa publicaçao na sua rede social.

O atleta vegano compartilhou uma imagem chocante do movimento “Save the Reef” que expôs a matança anual da vida marinha nas Ilhas Faroé, Dinamarca.

“Isso é tão triste. Como você pode, honestamente, fazer isso com outro ser? Nojento! #Repost@karmagawa”, ele escreveu

Por Oli Gross / Tradução de Débora C. T. Barros

Fonte e foto: Totally Vegan Buzz

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui