Início NOTÍCIAS Mais cães com ‘desnutrição severa’ encontrados na casa de uma mulher com...

Mais cães com ‘desnutrição severa’ encontrados na casa de uma mulher com histórico de maus-tratos a animais

242
0

Clicar sobre a imagem para editar ou atualizar.

Remover imagem destacada

Uma mulher do Condado de Wilson, nos EUA, que no ano passado perdeu mais de 70 cães para um abrigo, foi presa no início de setembro por uma acusação de crueldade animal depois que a polícia encontrou mais animais desnutridos em sua residência.

Glori Penshorn foi levada para a prisão do Condado de Wilson sob acusação de contravenção depois que os investigadores descobriram 11 cães em sua casa. Um transeunte que notou um cão desnutrido na porta da casa de Penshorn em la Vernia notificou as autoridades.

Penshorn entregou os 11 cães, que foram levados para o Deason Animal Hospital para avaliação. Os cães estão agora no Wilson County no Kill Animal Shelter, de acordo com publicações no Facebook. Pelo menos um morreu.

Uma publicação do abrigo disse que os cães estavam “com desnutrição severa, cobertos de pulgas, sarna, perda de pelos e vermes. Alguns têm lombrigas, nematelmintos e coccídeos. Alguns têm crostas amarelas na pele e olhos. “

Um dos cães, a quem o abrigo chamou de Titan, era incapaz de andar e teve que ser carregado para fora da propriedade de Penshorn. Ele foi registrado como estando em estado crítico devido à fome, anemia, infestação parasitária e desidratação, de acordo com a página do Facebook do abrigo.

A prisão vem mais de um ano depois que as autoridades descobriram 84 cães em sua casa em abril 2018. Desses cães, 74 foram removidos de sua casa depois que o gabinete do xerife do Condado de Wilson recebeu queixas dos residentes da vizinhança.

Penshorn não foi acusada devido à sua cooperação com as autoridades naquele caso. Ela entregou voluntariamente a grande maioria dos animais, disse a polícia, mas manteve dez.

Penshorn disse às autoridades que ela opera um programa de adoção animal fora de sua residência.

Nenhum dos dez cães que Penshorn foi autorizada a manter em abril passado faziam parte dos 11 cães apreendidos agora, disse Alena Berlanga, Presidente do No Kill Shelter, do Condado de Wilson, ao site KSAT.com.

O abrigo publicou uma atualização em sua página no Facebook no último dia 5 afirmando que Titan morreu como resultado de seus ferimentos.

Penshorn foi liberada alguns dias depois sob fiança com a condição de que ela não tem permissão de possuir animais domésticos ou quaisquer outros animais até a data da sua audiência.

“Estamos… esperançosos de que este caso será julgado com sucesso, e que esta pessoa nunca tenha permissão para possuir outro animal novamente”, diz uma publicação na página do abrigo no Facebook.

Siga o site KSAT para mais detalhes sobre esta história em andamento.

O KSAT contatou o Procurador do Condado de Wilson, Tom Caldwell e recebeu a seguinte declaração:

No dia 31 de agosto de 2019, representantes do gabinete do Xerife do Condado de Wilson, agindo com base em um relatório de cidadãos a respeito de possível crueldade animal, fizeram uma prisão de um indivíduo em uma localidade perto de La Venia. A pessoa foi presa sob suspeita de “crueldade contra animais domésticos”, que é uma classe A de contravenção, punível por até um ano na prisão do condado e/ou uma multa de US$ 4,000. A investigação está em andamento e acusações adicionais podem ser acrescidas no futuro.

Neste momento, eu também queria endereçar a manifestação da opinião pública sobre este caso particular na mídia social e em todo lugar. Eu entendo os sentimentos e a emoção natural que algumas das imagens que estão circulando podem provocar nas pessoas. Eu mesmo gosto muito do melhor amigo do homem. Entretanto, tenho testemunhado uma grande abundância de comentários e ataques ao que está no melhor ranque de especulação e que é completamente contra produtivo para o desenvolvimento do diálogo que nós precisamos ter para endereçar o problema de como lidar propriamente com a população em excesso de animais indesejados do Condado de Wilson. Comentários e declarações que implicam que certas pessoas estão “conectadas” a funcionários do Condado ou membros da polícia e que nada será feito ou que o Condado não se importa sobre a aplicação de leis relacionadas aos animais são muito simples, sem apoio em qualquer evidência e são, francamente, ridículos. Eu insto as pessoas a serem pacientes e respeitarem o processo da justiça. Não cometam erros, apesar de isso não ser sempre rápido, está em andamento aqui. Eu não posso discutir as particularidades da investigação, mas declararei inequivocamente que, baseado nas evidências coletadas até agora, meu gabinete planeja prosseguir com os processos contra toda e qualquer pessoa que seja por fim acusada formalmente de crimes relacionados a esta situação.

Por Mary Claire Patton / Tradução de Fátima C G Maciel 

Fonte e foto: KSAT ABC 12

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui