Início NOTÍCIAS Após mobilização, voluntários resgatam 106 animais na Ilha dos Marinheiros, em Rio...

Após mobilização, voluntários resgatam 106 animais na Ilha dos Marinheiros, em Rio Grande, RS

403
0

Desde que tomou conhecimento sobre o grande número de animais abandonados na Ilha dos Marinheiros, em Porto Alegre, um grupo de voluntários de diversas cidades da região, como Porto Alegre, Alvorada, Eldorado do Sul e Guaíba, se uniu para resgatar os bichos.

As faces por trás da nova ponte do Guaíba: a história de quatro trabalhadores que ajudam a erguer a travessiaAs faces por trás da nova ponte do Guaíba: a história de quatro trabalhadores que ajudam a erguer a travessia

A situação se tornou um problema público desde que iniciou, neste ano, a remoção de centenas de famílias em função das obras da nova Ponte do Guaíba. Como precisavam sair das casas em que moravam para dar sequência à construção da ponte, alguns moradores simplesmente decidiram deixar os animais para trás. Outros dizem que, em imóveis pequenos e sem pátio, não tinham como levar todos os bichos que mantinham.

Enquanto isso, com fome e doentes, cães e gatos eram vistos vagando pela ilha ou dentro das residências ainda não demolidas. Até galinhas, patos e porcos teriam ficado desamparados.

Com isso, o grupo SOS Animais Ilha dos Marinheiros se mobilizou e já realizou pelo menos quatro grandes operações dentro do bairro. Até o domingo passado, quando realizaram mais uma ação na região, foram recolhidos 106 animais e levados para ONGs, protetores e lares temporários. A estimativa dos voluntários é de que ainda existam mais de 200 animais abandonados na região.

Ajuda

Entre as duas mais recentes intervenções que realizaram na Ilha, foram retirados das ruas 69 cães e gatos. Todos foram recolhidos para atendimento médico, castração e adoções. Foram distribuídos cerca de 90 quilos de ração para os animais e moradores que se dispõem a ajudar a causa.

A auxiliar geral Adriana Tavares, 49 anos, de Alvorada, uma das idealizadoras do projeto Au Que Mia, levou 10 cães para casa. Dois já estão em seus lares definitivos, outro conhecerá a nova casa no sábado e sete ainda estão para adoção: seis fêmeas e um macho.

Assim como Adriana, muitas outras pessoas se disponibilizaram a ajudar. Mas ainda é preciso mais. Integrantes do grupo precisam de verba para comprar ração e medicamentos, veículos para o deslocamento dos animais resgatados até os abrigos e de lares temporários para permanecerem até que sejam adotados.

– A adoção responsável é muito importante. Cada bichinho que é adotado, abre espaço para que mais um seja resgatado – destaca Adriana.

Todas essas solicitações podem ser conferidas na página do Facebook SOS Animais Ilha dos Marinheiros.

Tratamento para animais com tutor

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Smam) afirma que fez um levantamento pelo Centro de Relações Institucionais e Participativas (Crip Ilhas) e que foram contabilizados no local 75 animais errantes (abandonados) e 258 com tutores, entre cães e gatos. Número bem abaixo do contabilizado pelos voluntários.

Recentemente, a equipe da Diretoria Geral de Direitos Animais (CGDA) conduziu 21 cães, machos e fêmeas, que têm donos, para atendimento e castração na Unidade de Saúde Animal Victória (Usav).

A Smam informa que as pessoas interessadas em contribuir com ração e medicamentos podem encaminhar os donativos diretamente à sede da Secretaria (Rua Luiz Voelcker, 55) ou na sede do Crip Ilhas (Praça Salomão Pires de Abrahão, s/n°, Ilha da Pintada).

A ideia da prefeitura é, posteriormente, viabilizar a adoção dos animais errantes dentro do programa Me Adota.

Como ajudar

Canais de contato com o grupo de voluntários e das entidades que receberam os animais recolhidos:

SOS Animais Ilha dos Marinheiros: Fone: (51) 99267-2332

Au Que Mia – Alvorada: Fone: (51) 99886-3679

Associação Amigo Bicho de Canela – Canela: Fone: (54) 99918-8900

Sociedade de Apoio a Gatos Abandonados – Lajeado

Vakinha online para os animais da Ilha

Por Jéssica Britto

Fonte: Zero Hora   ( foto :Tadeu Vilani / Agencia RBS)

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui