Início NOTÍCIAS Cavalos explorados e maltratados são acolhidos por santuário em MG

Cavalos explorados e maltratados são acolhidos por santuário em MG

347
0

Foi recentemente inaugurado em Minas Gerais o Santuário Paz e Bem. Idealizado pela pesquisadora e advogada animalista Samylla Mól, o local destina-se a receber animais explorados por toda vida em carroças e outros veículos de tração e que, agora, receberão uma aposentadoria digna e feliz.

O Paz e Bem fica no interior, numa área grande e cercada por florestas, nascentes, rio e amor. O endereço não foi divulgado para a segurança dos animais. Além de cavalos, outros animais também são acolhidos.

Samylla conta que criar um local para cuidar de animais abandonados sempre foi seu sonho e que, ao longo da vida, ela decidiu que os escolhidos seriam os animais de tração, pois cuidar deles exigiria contato com a vida no campo, o que já era parte da sua rotina familiar.

Embora a crueldade contra animais seja proibida pela Constituição Federal e que os maus-tratos aos animais seja crime no Brasil, as carroças e charretes movidas a animais ainda é realidade em muitas cidades.

Pela lei, os municípios têm o dever de regulamentar o trânsito de Veículos de Tração Animal (VTAs), mas a grande maioria deles ainda é omissa nesse sentido.

Em Minas Gerais, infelizmente, a realidade não é diferente. Estima-se que somente na região metropolitana de Belo Horizonte circulem todos os dias 15 mil carroças.

Os animais explorados nessa atividade são animais de campo, que gostam de pastar e viver em bando. Porém, nas cidades, a realidade é dura, brutal, cruel. Eles sofrem com o calor do asfalto, com o barulho e caos no trânsito, com a falta de comida adequada e de local para descansar.

Não bastasse isso, ao ficarem velhos ou doentes, muitos desses animais são abandonados em ruas e praças públicas. Na maioria das vezes o estado em que eles são encontrados é precário: magros, com olhar sempre triste e marcas de chicotes, freios e arreios pelo corpo, explica a idealizadora do santuário.

Enquanto o sonhado tempo da proibição de carroças em cidades não vem, locais como o Paz e Bem representam talvez a única e última oportunidade que muitos cavalos, burros e jegues têm pra viver com dignidade.

Para quem quiser conhecer mais sobre o projeto, basta seguir a página do Santuário Paz e Bem no Facebook

Foto: divulgação

Fonte: anda.jor.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui