Início DESTAQUES Câmara do Rio terá CPI para investigar contrato de concessão e sumiço...

Câmara do Rio terá CPI para investigar contrato de concessão e sumiço de animais do zoológico

238
0

O contrato assinado pela Prefeitura do Rio com a Riozoo, do grupo Cataratas, para a gestão do zoológico municipal será investigado por uma CPI da Câmara de Vereadores. A criação da comissão foi publicada no Diário Oficial de segunda-feira (9).

Quem está à frente dos trabalhos é o vereador Marcos Paulo (PSOL), integrante da Comissão de Direitos dos Animais da Casa. Foi ele quem realizou, recentemente, uma vistoria na Quinta da Boa Vista e denunciou maus-tratos aos animais.

No escopo da investigação, estão indícios de irregularidades na execução do contrato de concessão, assinado em 2016: serão apurados danos ao erário, práticas lesivas às normas de administração pública, atos de improbidade administrativa, leniência de servidores públicos na fiscalização do cumprimento de cláusulas contratuais e do termo de referência, desvio de bens, manejo inadequado e ilegal do plantel, maus-tratos aos animais, abandono de instalações e prejuízo ao programa de visitação e estudos públicos.

Segundo Marcos Paulo, há documentos provando que animais do zoológico foram doados pelo Cataratas, sem documentação, e acabaram sumindo em um Rancho de Cachoeira de Macacu. Um rancho que, na verdade, vende animais.

“Enquanto a prefeitura permite a postergação das obras, os animais seguem confinados lá dentro, no meio de tratores, britadeiras, e serras elétricas. Todas as 219 mortes e 186 transferências informadas pelo Cataratas desde 2016 terão que ser investigadas. Isso sem falar nos 18 furtos”, diz ele, que já oficiou o Ibama comunicando as irregularidades e solicitando inspeção urgente para preservar a saúde dos animais.

Por Berenice Seara e Aline Macedo 

Fonte e foto: Extra

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui