Início NOTÍCIAS Orgãos internacionais afirmam que cães e gatos não transmitem Covid-19

Orgãos internacionais afirmam que cães e gatos não transmitem Covid-19

205
0

Por

Fátima ChuEcco

 

“A evidência atual ainda indica fortemente que a covid-19 não pode ser contraída de animais domésticos como cães e gatos”, diz o Dr. Shane Ryan, presidente da WSAVA- Associação Mundial de Veterinários de Pequenos Animais.

A WSAVA –  Associação Mundial de Veterinários de Pequenos Animais diz que sua prioridade é incentivar os tutores a não entrar em pânico e, em vez disso, continuar a cuidar de seus animais e desfrutar de sua companhia, especialmente nesse período em que as pessoas precisam se manter em isolamento e quarentena.

Em matéria do portal Wales, o presidente da WSAVA, o Dr. Shane Ryan, diz: “ A evidência atual ainda indica fortemente que o covid-19 não pode ser contraído de animais domésticos como cães e gatos”.

Em 13 de março, o IDEXX Laboratories, fornecedor internacional de diagnóstico e software veterinário, anunciou que havia avaliado milhares de amostras de cães e felinos durante a validação de um novo sistema de teste veterinário para SARS-CoV-2 e não obteve resultados positivos.

O Dr. Ryan disse também ao Wales: “Continuamos muito preocupados com relatos de muitos animais sendo abandonados, mortos ou levados para abrigos, porque seus tutores temem que possam transmitir o vírus quando isso não é suportado por evidências. Além do sofrimento que isso causa aos animais em questão, seus tutores também deixarão de se beneficiar de todos os aspectos positivos de possuir um animal de estimação que são ainda mais importantes agora, pois muitos de nós temos que limitar o contato com outras pessoas”.

O Dr. Michael Lappin, presidente do Comitê Único de Saúde da WSAVA e a Dra. Mary Marcondes, co-presidente do Comitê Consultivo Científico da WSAVA, recomendam aos tutores que mantenha seus animais por perto mesmo que estejam em quarentena, porém, lavando as mãos ou usando álcool gel ao interagir com eles, Caso os tutores sejam hospitalizados, a orientação do Orgão é providenciar cuidados dos animais junto à família ou amigos.

Sobre a medida que Hong Kong está adotando de colocar em quarentena animais de pessoas infectadas, o Dr.  Shane Ryan diz: “Embora ainda não haja muito sobre o covid-19, sabemos que o primeiro cão não morreu pelo vírus, e o segundo cão também não mostra sinais”. De fato, testes complexos, feitos posteriormente, acusaram negativo e o animal, de 17 anos, provavelmente morreu de estresse causado pelo afastamento abrupto da família. Além disso, ele tinha problemas cardíacos e renais.

Cães e gatos podem apenas pegar as versões canina e felina do coronavírus que não são transmissíveis aos humanos, segundo o que atestam veterinários do mundo todo. Leia Mais AQUI

No entanto, tutores infectados com covid-19 devem delegar os cuidados aos seus animais a outras pessoas e, se isso não for possível, usar álcool gel antes de acariciar seus cães e gatos, pois, pode haver uma contaminação superficial do pelo desses animais do mesmo modo que haveria num corrimão de escada, por exemplo. A ANDA tem se preocupado em passar as informações corretas, com embasamento da OMS – Organização Mundial da Saúde e de veterinários, a fim de evitar abandono e maus-tratos. Colabore também disseminando as informações corretas! As matérias da ANDA abaixo reúnem várias informações técnicas e importantes:

Fonte: anda.jor.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui