Início NOTÍCIAS Cachorro salva a vida de bebê após recém-nascido ser abandonado em lixão

Cachorro salva a vida de bebê após recém-nascido ser abandonado em lixão

324
0

(Fonte: Hope For Strays/Reprodução)

Um cachorro salvou a vida de um bebê que foi abandonado em um lixão na região montanhosa de Cebu, nas Filipinas. Ao perceber que o recém-nascido estava em situação de risco, o cão correu até um motociclista e começou a latir de maneira insistente.

Junrell Fuentes Revilla decidiu mudar seu percurso após ficar intrigado com a atitude do cachorro. O motociclista, então, seguiu o animal, que o levou a um aterro sanitário e parou diante do bebê, que estava dentro de um pequeno pacote.

Surpreso com o que acabava de ver, Revilla socorreu o bebê e acionou a polícia, que recebeu o menino. Apesar das condições em que foi abandonado, o recém-nascido estava saudável.

O caso foi divulgado nas redes sociais e alcançou grande repercussão nas Filipinas, gerando revolta na população pelo abandono do bebê e encantamento pela atitude heroica do cachorro.

A ONG de proteção animal Hope for Strays, que resgata cães e gatos abandonados em Cebu, soube do caso e iniciou buscas pelo cachorro. No entanto, ao localizá-lo, a equipe da entidade descobriu que o animal tem tutores.

Blacky, como é chamado, divide a vida com outros quatro cachorros adultos e 5 filhotes, todos adotados pela família Olingay. Embora seus tutores sejam bastante simples, eles cuidam dos animais com muito carinho.

“Não importa o quão difícil seja a vida, mesmo sendo pobre, eu alimento todos os meus cães e cuido bem deles”, afirmou Lyndon Olingay à entidade. Para agradecer pelos cuidados que a família oferece aos cães, a ONG fez uma doação de mantimentos aos Onligay.

“Se as pessoas optassem por adotar ao invés de comprar, se os donos fossem mais responsáveis e fossem feitas as castrações, tanto dos animais de estimação quanto dos abandonados, o problema crescente de animais de rua desapareceria”, disse Gea Ybarita, administrador da Hope for Strays em Cebu.

Fonte: anda.jor.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui