Início NOTÍCIAS Chimpanzé Martín morre no zoológico de Buenos Aires, na Argentina

Chimpanzé Martín morre no zoológico de Buenos Aires, na Argentina

191
0

Chimpanzé Martin.

O Projeto GAP Brasil anunciou  em seu site o falecimento do chimpanzé Martín, que estava confinado no zoológico de Buenos Aires. Uma ONG daquele país informou em suas redes sociais que a causa da morte foi uma parada cardiorrespiratória. Martín já foi alvo de um pedido de habeas corpus na Justiça argentina em 2017 e a intenção era trazê-lo para o santuário brasileiro.

O fato ocorre poucos dias após o Santuário de Grandes Primatas de Sorocaba, SP, comunicar o falecimento do chimpanzé Black, acolhido no próprio santuário, por conta também de uma parada cardiorrespiratória. Black, que passou a maior parte de sua vida em um circo e em zoológicos, convivia havia poucos meses com vários animais de sua espécie nas instalações do GAP, no interior paulista. Segundo a ONG, ele estava prestes a passar por um check-up após apresentar “claudicação e apatia”, mas morreu antes que fosse possível fazer os exames.

Hoje, o Projeto GAP Brasil foi informado sobre a morte do chimpanzé Martin, que vivia no zoológico de Buenos Aires, atualmente convertido em um ecoparque. Em 2017, a ONG argentina AFADA (Associação dos Funcionários e Advogados pelos Direitos dos Animais) entrou com um pedido de Habeas Corpus na Justiça para transferência dele, de sua parceira, Sasha, e de seu filho, Kangoo, para o Santuário de Grandes Primatas de Sorocaba, SP, Brasil, mas não obteve sucesso.

Lamentamos muito a morte de Martin e esperamos que uma negociação para a transferência de Sasha e Kangoo ainda seja possível. O Santuário está preparado para recebê-los e introduzi-los à comunidade de chimpanzés lá residente.

Abaixo o comunicado da AFADA (em espanhol):

CABA – Argentina

“..Murió el Chimpancé MARTÍN..” 

Días atrás, avisaron  a AFADA una Muy Triste Noticia: que el Chimpancé MARTIN (del Ecoparque de Bs.As.) apareció MUERTO en su Jaula, al parecer, por haber sufrido un “Paro Cardio Respiratorio”, sin haber podido NUNCA, lograr su Liberación y Rehabilitación en el Santuario de Grandes Primates de Sorocaba (Brasil), cuando a fines del año 2017 nuestra Asociación, hizo todo lo posible para lograr aquellos fines.

Todavía siguen “Privados de su Libertad (en el mismo lugar), su pareja SASHA y su hijo KANGOO, sin que el Gobierno de la Ciudad de Bs.As., y mucho menos, el Ecoparque, hayan realizado alguna diligencia (Urgente y Sensata) para lograr aquellos “Objetivos”.

Para AFADA, aquella lucha “NUNCA ESTUVO PERDIDA”, por lo que a través de los “Mecanismos Legales” correspondientes, seguiremos intentando la Liberación y Rehabilitación de aquellos Primates, simplemente porque ellos, merecen ser respetados en todos sus Derechos Básicos Fundamentales.

¡¡ Hasta la Liberación de TODOS !! 

Fonte: Projeto GAP

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui