Início NOTÍCIAS Após dossiê sobre maus-tratos a animais, UFBa se pronuncia e voluntários repudiam:...

Após dossiê sobre maus-tratos a animais, UFBa se pronuncia e voluntários repudiam: “Vergonhoso”

180
0

Foto: Arquivo pessoal

Após denúncia do VN sobre a triste situação de animais comunitários da Universidade Federal da Bahia, a instituição se pronunciou na terça-feira (09).

Em nota, a UFBa informou que atua “firmemente na construção de uma política institucional de atenção aos animais domésticos (cães e gatos) que estão semidomiciliados e/ou transitam em seus campi”.

Mesmo amplamente questionada anteriormente, a universidade afirmou que possui várias ações voltadas ao controle populacional, à promoção do bem estar animal e à proteção da saúde e segurança da comunidade acadêmica.

“O enfrentamento da situação é algo complexo e carece de políticas públicas, investimento e medidas específicas do Poder Público para se atingir resultados satisfatórios”, disse a Universidade em nota.

O posicionamento da UFBa foi considerado vergonhoso pelo grupo de voluntários que realizou a denúncia ao VN.

“Trata um assunto como não sendo um caso grave e crônico de saúde única indissociável, e que deve se buscar ações com gestores públicos com conhecimento técnico e comprometidos”.

Apesar da universidade ter dito que mesmo na pandemia “vem atuando sistematicamente para garantir assistência aos animais que vivem nos campi e coibir novos abandonos”, o grupo pontua que o descaso é antigo:

“Mesmo antes da Covid-19, essa questão sempre foi tratada de forma dissociada. Pandemia está sendo um bom exemplo mundial quando persistimos em velhos conceitos e não partimos para mudanças de idéias e boas práticas”.

O grupo ressalta que muitos dos animais comunitários são vítimas da sociedade e independente de pandemia ou recursos, o descaso nos campi sempre existiu.

“A Universidade não pode se abster da responsabilidade em garantir espaços e investimentos que proporcionem divulgação dos conceitos em guarda responsável e deve reprimir qualquer ato de abandono e crueldade enquadrados como crime ambiental no artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais”, diz o grupo, em nota.

Na segunda-feira (08) o VN divulgou um a existência de um dossiê realizado por voluntários que tentam cuidar dos animais que chegam na UFBa, quer seja por acaso ou por abandono, e denunciaram a falta de compromisso com a saúde única e coletiva na instituição.

Por Matheus Calmon

Fonte: Varela Notícias

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui