Início NOTÍCIAS Assembleia aprova projeto que institui o programa “SP Prato Vegano”

Assembleia aprova projeto que institui o programa “SP Prato Vegano”

193
0

Foto: FreePik/Ilustrativa

De autoria do deputado estadual Daniel Soares, foi aprovado pela Assembleia Legislativa de São Paulo o Projeto de Lei 1114/2019 que cria o Programa SP Prato Vegano. O objetivo é propiciar à população de São Paulo uma alimentação vegana e também vegetariana saudável e a preços populares.

O projeto SP Prato Vegano leva em conta a existência e a estrutura já existente do Programa Bom Prato, criado em 2000 pelo governo do Estado. O Bom Prato conta hoje com 57 unidades em funcionamento, sendo 22 localizadas na Capital, 11 na Grande São Paulo, 7 no litoral e 17 no interior, e oferece diariamente mais de 93 mil refeições.

“Ressaltando a importância e a atualidade do tema da causa animal, entendemos que é papel do Estado estimular políticas públicas direcionadas à causa animal e à saúde. O SP Prato Vegano permitirá ao Estado oferecer uma opção para consumidores veganos e/ou vegetarianos e para todos os interessados em uma alimentação mais saudável, balanceada e livre de qualquer sofrimento animal”, explica o autor do projeto, o deputado Daniel Soares.

O projeto pretende a redução de tributos estaduais para empresas e ou entidades produtoras de alimentos veganos e/ou vegetarianos destinados ao SP Prato Vegano. Poderão participar do programa restaurantes e pontos de venda (devidamente licenciados) interessados na oferta de pratos acessíveis e produtos veganos e vegetarianos. Podem participar também empresas interessadas em apoiar o projeto com doação de produtos ou incentivo financeiro para os restaurantes e estabelecimentos parceiros.

Para a fundadora e presidente da Agência de Notícias de Direitos Animais (ANDA), Silvana Andrade, a iniciativa conta com total apoio da entidade. “O projeto significa um grande avanço para a causa animal no Estado e um exemplo a ser seguido em todo o país”, afirmou. E acrescentou: “a partir de agora as pessoas em situação de vulnerabilidade vão poder ter acesso a uma comida saudável, nutritiva, sem crueldade e que vai contribuir para a saúde de todos e do planeta. A ANDA não poderia deixar de apoiar e ser parceira de uma iniciativa que merece aplausos”.

Ela finaliza afirmando que o projeto também faz justiça social com consciência por meio da não violência e da preservação do planeta. “O último relatório de Biodiversidade da ONU conclui que é preciso urgentemente parar o desmatamento e evitar o consumo de carne”, reforçou.

A proposta também inclui a divulgação das receitas oferecidas para que seja possível aprender como aproveitar, de forma integral, os alimentos, evitando assim seu desperdício. “Espera-se, desse modo, não apenas oferecer, mas introduzir cardápios veganos e vegetarianos na alimentação familiar dos paulistas”, afirma o deputado Daniel Soares.

As receitas e as dicas serão destinadas a oferecer informações sobre como aproveitar alimentos (frutas, cascas, talos, sementes, verduras etc), como prepará-los, sobre a qualidade nutricional da comida vegana e da comida vegetariana e seus benefícios para a saúde.

O futuro do planeta depende, fundamentalmente, da nossa mudança de hábitos alimentares. O projeto segue agora para sanção do governador de São Paulo.

Fonte: anda.jor.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui