Início NOTÍCIAS Professora de inglês vive em carro para não abandonar cachorros

Professora de inglês vive em carro para não abandonar cachorros

21
0

 (Foto: Tony Kershaw/Daily Mail UK)

Até onde você iria pelos seus pets? Uma professora de inglês têm vivido há cerca de quatro meses dentro de seu carro, em um estacionamento, para não abandonar seus cachorros de estimação.

Hillary Barrows tem 57 anos, e lecionava por toda a Europa por oito anos quando decidiu voltar para casa, no condado de Kent, no Reino Unido. No entanto, a mulher não encontrou emprego ao retornar e, depois de três semanas, ficou sem dinheiro algum.

O governo do Reino Unido a ofereceu uma casa para que tivesse onde morar, mas tinha um problema: o local não aceita animais. Hillary é tutora de dois cachorros, Robbie e Cleo, que resgatou durante sua viagem pela Europa.

Assim, se recusando a abandonar os animais, ou se separar deles, a professora recusou a assistência, decidiu viver em seu carro com os pets.

“Me ofereceram uma moradia de emergência, mas os cachorros não podiam vir comigo, e eu não vou a lugar nenhum sem meus cachorros”, disse Hillary ao Daily Mail UK.

Muita luta

Com a decisão, Hillary decidiu parar com seu carro de 20 anos no estacionamento de um supermercado. Ela conta que recebe ajuda do estabelecimento e do Exército da Salvação, para se alimentar. Além disso, uma equipe de veterinários se comprometeu a examinar os cachorros, para garantir que estão saudáveis.

“Tem um banheiro para banho por 2 libras, que eu uso uma vez por semana. Também tem um McDonald’s 24 horas aqui, onde eu posso carregar meu celular e meu computador, e continuar procurando por emprego”, conta Hillary.

De acordo com a professora, ela se candidata a qualquer vaga de emprego aberta como, por exemplo, limpar bares. No entanto, ninguém a contrata pelo fato de ela morar em um carro.

“Eu tenho entregado currículos, mas quem vai me dar um emprego quando eu vivo em um carro, em um estacionamento? Quem em sã consciência contrataria uma professora que mora em um carro?”, lamenta.

Hillary conta que se candidatou para recebeu um seguro de moradia concedida pelo governo, mas disseram que ela não é prioridade por ter ficado tanto tempo fora do país. Assim, deveria aguardar cerca de três meses para uma resposta.

“Eu mal consigo dormir. Tenho sorte se durmo mais de três horas por dia. Isso me deixa bem deprimida, porquê se não fosse pelo meu carro velho, eu estaria nas ruas”, conta. Hillary não tem família na cidade. Sua mãe vive no Canadá e o restante dos parentes foi para a Nova Zelândia.

Mãos amigas

Com a repercussão da história da professora, criaram uma vaquinha online para arrecadar 15 mil libras, para que ela possa alugar um flet por um tempo.

“Não quero que as pessoas sintam pena de mim, só quero que alguém me ajude. Não quero implorar, mas o quê eu posso fazer? Eu dou valor ao meu passaporte britânico, agora só preciso de um lar”, reforça Hillary.

Uma treinadora de cães também ficou sabendo da triste história, e ofereceu um bangalô em sua fazenda para que Hillary fique com seus cães até encontrar um emprego e uma casa digna.

Fonte: Tribuna de Jundiaí

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui