Início DESTAQUES A “causa animal” no Brasil

A “causa animal” no Brasil

46
0

É um movimento onde uma parte da sociedade causa o dano (abandono e maus tratos) e a outra parte da sociedade tenta causar o bem “reparar o dano”!

A sociedade civil sozinha desejando o bem estar animal e tentando ao seu modo resolver um grande problema consequência da ausência de gestão pública desde meados da colonização. Somado a isso está a disparidade econômica com a presença da miséria.

Historicamente, o senso comum se esforça trabalhando em frentes de atuação distantes do entendimento de saúde única e com forte olhar popular restrito ao animal como foco principal seguem os pleitos aos políticos.

Assim nutrido o afastamento das soluções.

Em um cenário cuja solução é totalmente dependente de decisões políticas, o crônico distanciamento da classe técnica veterinária resulta por aqui em iniciativas legislativas fragmentadas com ausência de compreensão da raiz do problema que se arrasta por gerações; o que muito se observa são propostas legislativas simpáticas revestidas de boas intenções para o bem estar animal, porém mantenedoras dos problemas ; e quando não , limitam-se a medidas paliativas e ao “saco de ração” reforçando a manutenção de ambientes que se confundem entre abrigos, ONGs e acúmulo de cães e gatos.

Desde a decisão ao nível nacional no final da década de 90, pelo não controle populacionais de cães e gatos via eutanásia ao nascimento sem controle destes animais atualmente, o Brasil mantém em pleno 2021 a vulnerabilidade de cães e gatos aos maus tratos em paralelo ao aprimoramento do instrumento legislativo punitivo do cidadão.

Com reprodução de cães e gatos em via pública sempre presente, o país faz a manutenção de negligência zoonótica e do mal estar animal, somado ainda ao fácil e livre acesso das pessoas aos cães e gatos sem regras públicas que organize a responsabilidade do cidadão.

A “causa animal” envolve um forte estado emocional das pessoas , alvo de oportunismo político também. Contudo, sem política pública de Posse responsável , política de castração séria e política de educação ambiental , sem solução!

Trabalhando em frentes de atuação distantes do  entendimento de saúde única e com forte olhar popular restrito ao animal como foco principal.

Seguem os pleitos aos políticos.

 Texto:Evelynne Marques de Melo ( médica veterinária )

Fotos: internet

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui