Início DESTAQUES Após ser adotado, cachorro que foi enterrado vivo faz sucesso na web...

Após ser adotado, cachorro que foi enterrado vivo faz sucesso na web e mostra ‘recebidos’: ‘No estilo’

83
0

Depois de ser adotado por uma família, o cachorro que foi resgatado após ser enterrado vivo em um terreno às margens da rodovia Antônio Romano Schincariol, em Tatuí (SP), está fazendo sucesso nas redes sociais ao mostrar o seu processo de recuperação.

Com quase 4 mil seguidores, o Menino Bento, como passou a ser chamado, exibe poses e looks das suas idas ao veterinário. Parte das roupinhas dele são presentes dos fãs.

“Como o caso dele teve bastante repercussão, as pessoas adoram acompanhar e torcer pela recuperação do Bento. A página também aborda pautas importantes como o combate aos maus-tratos e abandono”, explica Nathalia Sabóia, tutora do Bento.

“Passando por aqui para desejar uma ótima semana para todos os meus amigos. ‘Tô’ bem no estilo”, diz uma das postagens. “Passando para mostrar meu look do fim de semana que a tia me presenteou e eu ‘AUmei’”, publicou também.

Há quase um mês com a nova família de tutores, Bento tem demonstrado boa recuperação. Além do trauma, ele passou por seis cirurgias de emergência para reconstruir o pescoço. Em uma delas, chegou a ter uma parada cardíaca na cirurgia e “deu um susto” na equipe médica.

Apesar do histórico, Nathalia contou que o cãozinho tem uma boa relação com os humanos e outros animais.

“Ele é muito carinhoso e, apesar de ter sido vítima de tanta violência, não rejeita um carinho. O Bento é puro amor”, conta.

Ao g1, Nathalia contou ainda que decidiu adotar o Menino Bento depois de conhecer a história dele por meio de uma reportagem. Segundo ela, a vontade de adotar um animal que realmente precisava de ajuda já era antiga.

“Há um ano perdemos uma cadela, que foi atropelada. Foi muito triste e estávamos esperando o momento certo para adotar um outro animal. Quando soubemos da história e vimos o Bento, foi paixão à primeira vista. Mas o processo foi demorado, já que muitas famílias também se candidataram”, lembra a tutora.

O Menino Bento chegou ao novo lar do dia 1º de novembro. Na data, antes de ser levado à capital paulista, onde mora a família de Nathalia, ele também reencontrou o casal que o resgatou, o Messias e a Mônica.

“Tudo começou com eles. No dia 12 de setembro, eles tiveram a iniciativa, a sensibilidade de retornar para salvar o Menino. Após 51 dias, eles reencontraram o Menino e foi emocionante demais”, publicou a ONG de Itapetininga que cuidou do cachorro.

Quando o Menino chegou na nova casa em São Paulo, os novos “irmãos” dele o recepcionaram com uma festa (veja abaixo).

Enterrado vivo

O cachorro de aproximadamente 6 anos de idade, da raça Dachshund (conhecido como “salsicha”), foi encontrado pelo casal de Itapetininga que transitava pela Rodovia Antônio Romano Schincariol, entre Boituva e Tatuí, no dia 12 de setembro. Ele estava com a cabeça para fora da terra e agonizava, segundo a associação, com um corte profundo no pescoço.

Desde então, o Menino foi resgatado e passou por vários procedimentos em uma clínica de Botucatu. Em um deles, foi usada parte da pele da pata para enxertar os ferimentos no pescoço, mas o cachorro contraiu uma bactéria e os enxertos não se adaptaram ao corpo do animal. Por isso, foi necessário fazer uma nova cirurgia, utilizando parte da orelha dele.

Um boletim de ocorrência por maus-tratos foi registrado no dia 14 de setembro e a Polícia Civil passou a investigar o caso. Três dias depois, a polícia localizou o casal suspeito de enterrar o cachorro.

Ao g1, o delegado responsável pelo caso, José Luiz Silveira Teixeira, contou que a mulher disse que o marido dela enterrou o cão pensando que o animal já estivesse morto.

Segundo o relato dela à polícia, o cachorro ficou ferido em uma briga com um pit bull e, por isso, tinha um corte profundo no pescoço. Depois, o casal teria levado o animal ao veterinário, mas, por conta do preço estabelecido para o tratamento, retornou para casa e decidiu enterrá-lo.

Após o depoimento da esposa, o homem também compareceu à delegacia, onde prestou depoimento e foi liberado. Ele é investigado pelo crime de maus-tratos.

 Foto: União Protetora do Animais/ Divulgação

Por Rafaela Zem / sob supervisão de Júlia Nunes

Fonte: G1

 

Programa Mundo Animal na rádio Mares do Sul 87,9 de Marechal Deodoro Alagoas  das oito as nove aos sábados.( está no aplicativo rádios net  e no www.mundoanimalmaceio.com.br)

” Quem não ama os animais jamais vai amar o semelhante”.

Colaboradores do programa Mundo Animal ano XXI:

Vereador por Marechal Deodoro André Bocão

Consultório veterinário dr Marcelo Lins   99981 5415

@defesaanimalemacao

Comissão do Bem Estar Animal da OAB Alagoas- presidente dra Rosana Jambo

Mondo Pet: av. d. Constança 354 Jatiuca Maceió Alagoas (@mondopet )

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui